Pesquisa Qualitativa usando ferramentas CAQDAS.

quinta-feira, 26/outubro/2006

Os manuais de metodologia de pesquisa qualitativa, não trazem, de uma forma geral, informações a respeito do uso de ferramentas para a análise de dados qualitativos. Via de regra, os manuais de metodologia de pesquisa qualitativa são ricos ao mostrar as técnicas e dificuldades que enfrentamos nos trabalhos de campo ou análises de documentos. Nesse sentido problemas de observação, acesso ao campo de pesquisa, estruturação de dados são algumas das barreiras enfrentadas. Apesar de pouco difundido entre os usuários de pesquisa qualitativa, o uso de programas e ferramentas tornam-se, hoje, imprescindíveis para a pesquisa não só devido a grande economia de recursos e tempo, mas também pela possibilidade de gerar análises mais ricas e aprofundadas.

Durante o curso da disciplina de TAI – Tópicos Avançados em Interface – no Centro de Informática – UFPE, a equipe .reply desenvolveu uma pesquisa sobre o uso de ferramentas CAQDAS (Computer-aided qualitative data analysis software) – programas de computador orientados para o auxilio na análise de dados qualitativos.

Segundo Barry (1998), o uso de programas para análise de dados qualitativos apresenta dois aspectos dicotômicos: por um lado, temos as vantagens que se expressam através da economia de tempo e de custos, a possibilidade de explorar de forma acurada o relacionamento entre os dados e, por outro, as vantagens em termos de uma estrutura formal que auxilia na construção conceitual e teórica dos dados.

Cabe ressaltar que esses programas oferecem uma inovação extremamente importante: a possibilidade de testar e relacionar hipóteses valendo-se dos recursos e benefícios trazidos pela informática, até então privilégio da pesquisa quantitativa, utilizando qualquer tipo de técnica qualitativa, com qualquer material que possa ser transformado em texto.

O estudo foi desenvolvido em cima da ferramenta QSR NUD*IST4 sobre a orientação do professor Alex Sandro Gomes. Foi desenvolvido um tutorial sobre o uso da ferramenta.